Histórico


Outros sites
 Projeto transforme ruas periféricas em ruas ecológicas
 Blog do Bom Cidadão
 Gordo sem preconceito
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


 
Organização Gente com Consciência


Sorte
TORNE-SE VEGANO, SEJA UM ÍMÃ DE PAZ E AMOR! ((((S2)))


 



Escrito por Voluntário às 21:40
[] [envie esta mensagem] [ ]



                                                       
PERDA DA BIODIVERSIDADE


Impactos Ambientais da Indústria Pecuária

Os danos causados pela produção de gado ameaçam a flora e a fauna em todo o globo. Calcula-se que um estilo de vida mundial sem carne impediria mais de 60% da perda da biodiversidade.1

Exemplo: Na Mongólia, 82% da totalidade da superfície terrestre é fixada como pasto permanente para pastagem de gado, o que é a única maior ameaça à perda da biodiversidade na Mongólia e em toda a Ásia Central. 2, 3

DESMATAMENTO

A pecuária é um dos principais motores do desmatamento.4

Desde a década de 1990, aproximadamente 90% do desmatamento da Amazônia ocorreu devido ao desbravamento de terras para o pastejo do gado ou para o cultivo de ração para o gado.5

Em Queensland, Austrália, 91% de todas as retiradas de árvores ao longo de um período de 20 anos têm sido realizadas para a pastagem de gado.6

DESERTIFICAÇÃO

A desertificação é causada pelo excesso de pastejo e pela expansão das áreas de cultivo alimentar para o gado.7

Mais de 50% da erosão do solo nos Estados Unidos é causada pelo gado, o que leva à desertificação.8

Cerca de 75 bilhões de toneladas de solo arável estão sendo erodidas anualmente devido à má gestão agrícola, mudança climática e pastagens de gado. Só nos Estados Unidos, 54% das pastagens estão desgastadas, com mais de 100 toneladas de solo arável perdido por hectare por ano.9

Em 2010, o Iraque, China, Chade, Austrália e Mongólia, dentre outros, relataram graves secas, com as pastagens do gado piorando as condições.

DOENÇAS

Sabe-se que mais de 65% das doenças infecciosas humanas são transmitidas por animais.10As condições sujas e desumanas das granjas de confinamento abrigam bactérias e vírus letais, como os das gripes aviária e suína.11

Outras doenças relacionadas ao consumo de carne: tuberculose, listeriose, doença de Crohn, doença da vaca louca, Campylobacter, Staphylococcus aureus, febre aftosa, HIV, o surto de peste pneumônica de 2009 na China, etc.

Os antibióticos regularmente administrados a animais em granjas de confinamento provocam a mutação de bactérias, levando a doenças resistentes a medicaçõe.12, 13, 14

EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA

A pecuária e seus subprodutos são responsáveis por pelo menos 51% de todas as emissões de gases de efeito estufa.15

Os aerossóis, ou partículas liberadas juntamente com o CO2 a partir da queima de combustíveis fósseis, apesar de seus aspectos nocivos à saúde, têm um efeito de arrefecimento que praticamente anula o efeito de aquecimento do CO2. Assim, as emissões de gado têm desempenhado um papel ainda maior no aquecimento global a curto prazo.16

O metano é quase 100 vezes mais potente que o CO2 durante um período de 5 anos,17 mas desaparece da atmosfera muito mais rapidamente em comparação com séculos ou milênios para o CO2. A fonte número um de metano causado pelos humanos é a agropecuária.18

Emissões de metano de granjas de confinamento subestimadas. Com base em novos cálculos, pesquisadores dos EUA na Universidade de Missouri concluíram que a quantidade de metano emitido a partir dos resíduos de granjas suínas e leiteiras pode ser até 65% superior à estimada anteriormente.19, 20

O ozônio ao nível do solo (troposférico) é o terceiro gás de efeito estufa mais predominante após o dióxido de carbono e o metano.21 A alimentação animal fermentada produz gases nocivos de ozônio, e em níveis regionais maiores do que os emitidos por automóveis.22, 23, 24, 25

O carbono negro (4.470 vezes mais potente que o CO2), produzido principalmente a partir de queima de florestas e cerrados para o gado, é responsável por 50% do aumento total da temperatura no Ártico e pela aceleração do derretimento de geleiras no mundo inteiro. O carbono negro permanece na atmosfera por apenas alguns dias ou semanas, então reduzir as emissões pode ser uma rápida resposta eficaz para diminuir o aquecimento a curto prazo.26

O óxido nitroso é um gás de efeito estufa com potencial de aquecimento 300 vezes maior do que o CO2, aproximadamente. Sessenta e cinco por cento das emissões mundiais de óxido nitroso são provenientes da indústria pecuária.27

USO DO SOLO

A produção de gado responde por 70% de todas as terras agrícolas e 30% da superfície terrestre sem gelo do planeta.28

DECLÍNIO OCEÂNICO

O setor da pecuária é a maior fonte de poluição por nutrientes, o que causa a proliferação de algas tóxicas e diminuição de oxigênio, levando a “zonas mortas” oceânicas que são incapazes de sustentar qualquer vida aquática.29

90% de todos os peixes grandes já desapareceram dos oceanos, principalmente como resultado da sobrepesca.30

A aquicultura (piscicultura), respondendo por 50% dos peixes e mariscos consumidos no mundo, está colocando em risco os peixes selvagens.31

Exemplo: Requer-se até 5 libras (ou 2,3 quilogramas) de peixes selvagens para produzir 1 libra (ou 0,5 quilograma) de salmão.32

De um terço a cerca da metade das capturas mundiais de peixes é para alimentar os animais (porcos e galinhas).33, 34

POLUIÇÃO

De todos os setores, a indústria da carne é a maior fonte de poluição da água. Resíduos animais excessivos e sem regulamentação, fertilizantes químicos, pesticidas, antibióticos e outros contaminantes relacionados ao gado entopem as hidrovias.35

A pecuária emite 64% de toda a amônia, o que causa a chuva ácida e o sulfeto de hidrogênio, um gás fatal.36, 37

Uma granja de confinamento produz mais resíduos e poluição do que toda a cidade de Houston, Texas, EUA.38

Em 1996, as indústrias de bovinos, suínos e aves dos EUA produziram 1,4 bilhão de toneladas de resíduos animais, ou 130 vezes mais que o produzido pela população humana inteira.39

O estrume já é conhecido por ser uma das principais causas de poluição das águas subterrâneas e do aquecimento da atmosfera. Além disso, o escoamento de esterco e de outros fertilizantes agrícolas é responsável por cerca de 230 zonas mortas pobres em oxigênio somente ao longo do litoral dos EUA.40, 41

Exemplos: A zona morta no Golfo do México criada pelo escoamento agrícola é uma das maiores do mundo com até 20.700 quilômetros quadrados até o momento.42

Em fevereiro de 2010 um surto na Lagoa Rodrigo de Freitas do Brasil causou asfixia e morte de 80 toneladas de peixes.43, 44

A aquicultura polui o ambiente com as algas tóxicas e produtos químicos, como pesticidas e antibióticos.45

USO EXCESSIVO DE RECURSOS

Combustível: Um bife de 170 gramas requer 16 vezes mais energia de combustível fóssil do que uma refeição vegana, contendo três tipos de hortaliças e arroz.46

Um quilograma de carne bovina equivale a dirigir 250 quilômetros e a acender uma lâmpada de 100 watts por 20 dias sem parar.47

Emissões: As emissões da dieta à base de carne são equivalentes a dirigir um carro por 4.758 quilômetros - que corresponde a 17 vezes as emissões de uma dieta vegana orgânica, o que equivale a apenas 281 quilômetros. Em outras palavras, uma dieta vegana orgânica produz 94% menos emissões do que uma dieta baseada em carne.48, 49

Terra: Um comedor de carne requer 2 hectares - que são 4 acres de terra - para sustentá-lo. Mas os mesmos 2 hectares, ou 4 acres de terra, poderiam sustentar o estilo de vida saudável de 80 veganos. (Entrevista da Supreme Master TV com o professor de direito Gary Francione dos EUA , da Universidade Rutgers, EUA (2008)

Alimentos: Atualmente, 80% das crianças com fome vivem em países que exportam produtos alimentares geralmente para alimentar animais de granja.50

Dois terços das exportações de grãos dos EUA alimentam o gado em vez de pessoas.51

A produção de 1 quilograma de carne bovina requer 7 quilogramas de cereais para a alimentação animal que poderiam ir diretamente ao consumo humano,52, 53 enquanto rende menos de um terço da quantidade de proteína.54

Cerca de 40% da oferta mundial de grãos está indo para o gado, 55 e 85% da soja rica em proteína do mundo está sendo utilizada para alimentar o gado e outros animais.56

Água: Uma pessoa usa até 15 mil litros de água por dia para uma dieta baseada em carne, que é 15 vezes mais água do que um vegano usaria.57, 58

ESCASSEZ DE ÁGUA

De acordo com o Instituto Internacional de Estocolmo para a Água, a agricultura representa 70% de todo o uso da água, a maior parte disso vai para a produção de carne.59

Requer-se até 200.000 litros de água para produzir 1 quilograma de carne bovina, mas apenas 2.000 litros para produzir 1 quilograma de soja, 900 litros para cultivar 1 quilograma de trigo e 650 litros para 1 quilograma de milho.60

Fonte http://suprememastertv.com/pt/animal-production/

 



Escrito por Voluntário às 21:35
[] [envie esta mensagem] [ ]




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]